Sobre Anderson Bueno

"A técnica está ao alcance de todos, mas a alma é a gente que dá!"

Apaixonado pela profissão, estudioso e dedicado. Estes três fatores resumem a personalidade do maquiador e visagista Anderson Bueno, 34 anos. Há 15 anos na área ele busca cada dia mais aprender e exercitar seu ofício. O início da profissão aconteceu por acaso e aos poucos foi tomando forma. O primeiro curso foi de especialização em maquiagem e caracterização, “Make-up For Ever”, ministrado por Corinne Perez. Logo Anderson partiu para a Espanha rumo ao curso de maquiagem artística “Stick Art Studio”, em Barcelona. Fez também cursos de maquiagem artística com Beto França e Henrique Mello.

Indicado ao 11º e 12º PRÊMIO AVON COLOR DE MAQUIAGEM, pelo espetáculo “Elas São do Baralho” de Mara Carvalho, com direção de Beth Coelho e pela ópera “BUG JARGAL” de José da Gama Malcher com direção de Cléber Papa.

Recentemente, Anderson inaugurou em Moema, SP, um espaço de beleza diferenciado, o “SOLLIEVO – Spazio di Bellezza”. Onde beleza física e bem estar caminham juntas. A pesquisa é uma ferramenta essencial para suas criações artísticas e desenvolvimento de consultorias empresariais ou pessoais. No trabalho artístico, teatro, cinema, televisão, Anderson conta com as parcerias do diretor e do figurinista para dar vida aos personagens. Na área de consultoria, ele desenvolve projetos de imagem para os profissionais de empresas. Para ele, a aparência dos funcionários expressa o perfil da empresa, daí a importância de seu trabalho. “A maquiagem e o penteado podem agredir o outro se forem inadequados para a situação. Dentro de um ambiente de trabalho o mais adequado é seguir o padrão clássico, respeitando os tons de pele, os tipos de cabelos e, principalmente, o ambiente de atuação”.

Nos cursos que Anderson ministra nas empresas para as quais presta consultoria, as funcionárias recebem orientação sobre como fazer o penteado e o tipo de maquiagem que devem usar. Ele explica melhor: “Este tipo de prestação de serviço é personalizado, respeitando a filosofia de trabalho da empresa-cliente e buscando alternativas para a reformulação da imagem de seus profissionais”. Anderson desenvolve um trabalho de pesquisa baseado em diferentes fatores para transformar as pessoas. “Penso que o grande diferencial do meu trabalho é que considero a maquiagem muito mais do que uma simples pintura no rosto. Seja uma maquiagem para o trabalho ou para uma caracterização teatral, alma é necessária. A técnica está ao alcance de todos, mas a alma é a gente que dá”, diz.

Realizou trabalhos de visagismo em grandes espetáculos como nas óperas: "Macbeth", dirigido por Cristina Mutarelli; "Madama Butterfly", por Carla Camurati; " Faustaff", por José Possi Neto, "Anjo Negro", direção de André Heller, "Jenufa", dirigido por Naum Alves de Souza; e para o musical "Godspell", por Miguel Falabela. Além de maquiagens no longa-metragem "Aurélia Schwarzenega", de Carlos Reichenbach e nos espetáculos "Vítor ou Vitória" e na ópera "Contos de Hoffmann", dirigidos por Jorge Takla.

Desde 1995 é responsável pela produção visual da cantora Vânia Bastos. Atualmente dá consultoria de imagem profissional para a Payot. Ministra palestras e cursos de auto-maquiagem para grandes empresas como: Varig, Telecom / Claro, Laboratórios Fleury, Banco JP Morgan, entre outros.

Downloads

Web Site
Arquivos
Fotos


Vídeos